Rússia é o destino de jovem de Araguari que sonha em fazer medicina

Aos 21 anos, Gabriel David Rodovalho embarca em setembro para estudar na Universidade Médica Estatal de Kursk, uma das melhores do país

Por Aloisio Nunes de Faria 23/09/2017 - 12:09 hs
Foto: Divulgação/Portal de Araguari
Rússia é o destino de jovem de Araguari que sonha em fazer medicina
Gabriel Rodovalho:

Um seleto grupo de jovens brasileiros deixará o país em setembro para realizar o sonho de cursar medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk, líder no ensino em língua inglesa na Rússia. Com apoio da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil, cerca de 30 estudantes embarcam para conquistar o tão esperado diploma.
 
Natural de Araguari, Gabriel David Rodovalho é um dos jovens que faz parte do grupo. Aos 21 anos, o rapaz conta que estudar medicina sempre foi seu sonho. “Meu pai tem uma relação muito próxima com as pessoas que trabalham com saúde aqui na cidade. Como moro em um lugar muito pequeno, onde todo mundo se conhece, cresci no meio e me apaixonei”, afirma.

Gabriel acredita não ser fácil morar em um país totalmente diferente, mas confia em sua futura adaptação. “Sempre gostei de outras culturas, é uma oportunidade única e não posso deixar escapar. Acho que vai ser uma experiência incrível e totalmente diferente”, finaliza.
 
| Processo seletivo e investimento

No total, mais de 100 médicos brasileiros já se graduaram pela Instituição e agora atuam em hospitais e clínicas nos quatro cantos do país. Outros 500 estudam atualmente medicina em inglês na Universidade Médica Estatal de Kursk. Todos os alunos embarcaram com o suporte da Aliança Russa de Ensino Superior, representante oficial das universidades russas no Brasil. A agência é a responsável pelo processo seletivo e por todos os trâmites para que o aspirante a médico conquiste a tão sonhada vaga em medicina.


Para estudar na Rússia, o aluno precisa desembolsar US$ 3.100 por semestre, valor que inclui seguro médico e moradia universitária. No total, o custo de vida fica em aproximadamente R$ 600 mensais. O curso de medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk tem carga horária superior a 11400 horas, maior do que no Brasil, e é todo lecionado em inglês.
 
| Sistema de ensino

Os alunos que desejam cursar a universidade em Kursk devem estar atentos ao formato do ensino. Bastante diferente do Brasil, a carga horária é muito mais puxada e a metodologia de avaliação tem outro formato. Por lá, os alunos não podem ter faltas ou carregar matérias não concluídas para os próximos semestres.
 
O sistema de notas vai de 0 à 5, sendo 3 a nota minimamente satisfatória. O estudante que não obtiver o aproveitamento mínimo, deve automaticamente refazer aquela aula até obter a nota necessária. Caso contrário, não estará apto para fazer as avaliações de final de semestre e exames gerais.
 
A alta qualidade é comprovada pela taxa de alunos brasileiros que são aprovados em sua primeira tentativa no Revalida, Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, para atuar no Brasil. Cerca de 80% dos estudantes obtém o registro no Conselho Regional de Medicina, no mesmo ano em que chegam, após serem aprovados no Revalida. O diploma é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde. Vale também lembrar que a Rússia faz parte do tratado de Bolonha, tendo seu diploma reconhecido em todo o continente europeu.

(via Aliança Russa)